Para que serve a progesterona?

A progesterona é um hormônio surpreendentemente benéfico para a saúde das mulheres. Contudo, sua produção cai progressivamente, principalmente a partir dos 40 anos. Este hormônio possui ação em vários tecidos, como nos seios e no útero. Assim, é essencial para a reprodução e para o ciclo menstrual saudável.

preparacion-endometrial-con-estrogenos-y-progesterona-780x332.png

Atua também no cérebro, sistema imunológico e é importante para a produção de enzimas que desintoxicam o corpo. Aumenta a energia estimulando a tireóide e o metabolismo. É por isso que a temperatura do corpo da mulher sobe meio grau quando ela produz progesterona após a ovulação. O hormônio também estabiliza a comunicação entre o hipotálamo e as glândulas supra-renais, acalma o humor, alivia a ansiedade e garante boas horas de sono.

A estética também é beneficiada quando a produção de progesterona é boa. Cabelo e pele ficam mais bonitos, menos oleosos. Mulheres com deficiência de progesterona possuem mais queda de cabelo e acne.

A progesterona também reduz a inflamação no corpo da mulher, reduzindo dores abdominais, cólicas e enxaqueca. Mantém ossos fortes e músculos com bom tônus, protege contra o câncer de mama e no útero. Endometriose e miomas tornam-se comuns com a queda da progesterona.

Alimentação adequada e suplementação (vitamina C, zinco, magnésio, vitamina B6) podem ajudar a melhorar a produção de progesterona. Contudo, os óvulos começam a se preparar 100 dias antes da ovulação (encaminhando-se para o corpo lúteo). Alimentação inflamatória, resistência à insulina e problemas na tireóide prejudicam o processo.

A progesterona sobe acentuadamente logo após a ovulação e atinge o pico cerca de uma semana antes do período menstrual. No sangue a concentração deverá ficar acima de 8 ng/mL (ou 25 nmol/L). Mulheres que usam anticoncepcional reduzem a produção de progesterona bagunçando a ovulação. Lembrando que para a produção de progesterona a ovulação é essencial.

Para ovular a mulher precisa nutrir-se. Precisa de calorias e carboidratos em quantidade adequada. Precisa de iodo, vitamina D e selênio. A deficiência de progesterona de hoje não começa hoje. Começa 100 dias antes, quando estava comendo mal, quando estava inflamada ou muito estressada.

Nutricionistas especializados em fitoterapia utilizam-se de plantas que estimulam o eixo hipotálamo-hipófise-ovariano (HHO), garantindo a ovulação e a síntese de progesterona. Essencial para quem deseja engravidar, essencial para a beleza da pele e cabelos, para a saúde óssea e muscular, para a boa imunidade! Um dos fitoterápicos bastante utilizado é o Vitex agnus-castus. Dentre os suplementos capazes de aumentar a suplementação de progesterona destacam-se a carnitina e a vitamina D.

Ontem escrevi sobre a perimenopausa e a menopausa. Nesta fase a progesterona também é bacana pois aumenta o bem estar e reduz sintomas como fogachos. Saiba mais sobre a saúde da mulher clicando na imagem abaixo.

Obrigada por compartilhar!
Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!