Protegendo o cérebro contra a neurodegeneração

Nos últimos dias aconteceu a conferência de medicina integrativa para saúde mental. Nosso cérebro cria a nossa mente e cria também os transtornos de humor e de personalidade. Assim, para cuidar destas questões precisamos cuidar do cérebro, de seu tecido. À medida que envelhecemos a tendência é de o cérebro inflamar mais. Para protegê-lo foram discutidas algumas estratégias:

  • Redução ou eliminação da cafeína e do álcool pois estas substâncias reduzem o fluxo sanguíneo para o cérebro;

  • Evitar alimentos ultraprocessados e açúcar refinado, tanto quanto possível pois estes perturbam o intestino. Intestino e cérebro estão interligados e quando o intestino sofre, a produção de muitos neurotransmissores fica comprometida. Para alimentar o seu microbioma intestinal protetor, coma alimentos fermentados, como chucrute, kimchi e miso. Não esqueça de tratar a disbiose intestinal.

  • Fuja dos alimentos inflamam seu corpo. Quando você consome alimentos que não combinam com seu corpo você acaba sabotando seu cérebro.

  • Tome sol. Se não for possível, converse com seu nutricionista sobre a suplementação de vitamina D, que tem efeito antiinflamatório. A maioria das pessoas, quando fazem o exame de vitamina D apresentam valores menores do 30 ng/ml. Muitos estão abaixo de 20 ou mesmo 10. Para aumentar pode ser necessário o uso de suplementos com 5.000 UI/dia para que os valores subam para perto do ideal, que é considerado por pesquisadores que trabalham com o cérebro, como 50 ng/ml.

  • Vivemos em mundo tóxico. Tem mercúrio nas vacinas, nos peixes, nas amálgamas dentárias; arsênico no arroz; alumínio nos alimentos enlatados e nos produtos de beleza; cádmio nos cigarros (inclusive nos eletrônicos), nos alimentos com pesticidas; bisfenol A em alimentos embalados com plástico… Por isso, adote uma alimentação mais natural. Alimentos orgânicos possuem menos toxinas do que os alimentos tratados com agrotóxicos. Saiba o que fazer sobre o tema neste vídeo. Converse com seu nutricionista sobre suplementos que ajudam na destoxificação.

  • Cozinhe mais em casa pois alimentos prontos ou feitos em restaurantes tendem a ter mais sal e mais gordura ruim. Utilize temperos que contribuem para a eliminação de toxinas. A medicina ayurvédica recomenda condimentos como ashwagandha, bacopa, gengibre, açafrão.

  • Durma bem. O cérebro precisa descansar para se reparar.

  • Por fim, continue aprendendo. Muita gente sonha em não fazer nada o dia todo mas isso é na verdade o contrário do que as pesquisas sobre longevidade pregam.

  • Aprenda a combater o estresse, praticando yoga.

Compartilhe conhecimento.
Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/
Tags