Importância das teorias sobre mudança de comportamentos em saúde

O campo da psicologia foca no estudo da mente humana e dos comportamentos observáveis. A psicologia cognitivo-comportamental estuda e tenta explicar, predizer e modificar comportamentos. 

Quando uma pessoa pensa: "odeio fazer atividade física", fica difícil encontrar a motivação para a prática de exercícios. Já outra pessoa que pensa "sinto-me muito bem quando caminho por 20 minutos" encontra mais motivação para sair de casa. A mente (pensamento, sentimentos, crenças, emoções, percepções, memórias) modifica comportamentos e estes influenciam a saúde.

A teoria do comportamento planejado de Ajzen é amplamente utilizada para explicar, compreender e modificar comportamentos. Assume que as pessoas de forma mais ou menos consciente, planejam ações.

Atitudes frente ao comportamento, normas subjetivas e controle percebido

As atitudes referem-se ao estado mental acerca de certos comportamentos. As normas subjetivas representam a percepção quanto às pressões sociais exercidas por pessoas ou grupos importantes. O controle percebido refere-se à estimativa que a pessoa faz quanto à dificuldade de executar uma ação.

Por exemplo, quando o nutricionista diz a um cliente: "Que tal cozinhar mais em casa e comer menos na rua?". A pessoa poderá pensar: "Cozinhar em casa não é importante" (atitude), "Meus amigos me acharão ridículo" (normas subjetivas), "Eu nem sei preparar alimentos saudáveis" (controle percebido). Todos estes pensamentos levam à não adesão a esta recomendação feita pelo nutricionista. De acordo com a teoria, se queremos que o cliente cozinhe mais em casa para beneficiar a própria saúde, precisamos antes modificar suas atitudes, nomas subjetivas e controle percebido.

Outra teoria que tenta explicar e modificar comportamentos é a do condicionamento operante, baseada nos trabalhos de Thorndike e Skinner. De acordo com esta teoria recompensas reforçam determinados comportamentos enquanto punições os diminuem. Por exemplo, ao parabenizar uma criança e brincar com ela após ter limpado o quarto fará com que ela limpe novamente. Brigar com a criança após ela ter limpado o quarto diminuirá a chance de fazê-lo novamente. As teorias nos ajudam a pensar em como agir para influenciar os comportamentos que desejamos reforçar.

Várias técnicas podem ser utilizadas para reforçar comportamentos mais saudáveis. Para influenciar os pensamentos e crenças o nutricionista e outros profissionais de saúde podem: (1) fornecer informações pertinentes, (2) reforçar, cumprimentar, elogiar, (3) discutir casos, (4) mostrar exemplos bem sucedidos, (5) apelar para o medo - de adoecer, de morrer, de engordar, (6) treinar habilidades (por exemplo, de preparar alimentos saudáveis).

Connected-Health.png

Estas técnicas podem ser utilizadas presencialmente ou por meio de e-health. O termo e-health ou e-saúde refere-se à qualquer aplicação de internet utilizada em conjunto com outras tecnologias de informação, para melhorar o acesso, a eficiência, a efetividade e a qualidade de processos clínicos e assistenciais. Dentre as tecnologias utilizadas estão: prontuários digitais, sistemas para gestão de clínicas e hospitais, registros nacionais de saúde, softwares para controle de medicamentos, sistemas de suporte à decisão clínica, telesaúde, dispositivos eletrônicos como relógios inteligentes (smart watches), sensores (temperatura, glicemia, pressão etc).

Em minha tese discuto a avaliação de ações educativas apoiadas em tecnologias de Informação e Comunicação. Acesse por este link.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!