A era dos idosos e as tecnologias de comunicação em saúde

Com o envelhecimento populacional sistemas de saúde já sobrecarregados enfrentarão em breve uma onda mundial de aposentados mais velhos, com mais doenças e demandando novos bens e serviços que possam ajudá-los a permanecer saudáveis, ativos e independentes.

Dificuldades no acesso, cuidados excessivamente centrados em hospitais, escassez de recursos e medidas insuficientes na área de prevenção podem ser parcialmente remediadas pelo uso de tecnologias de saúde digital (e-Health). Tecnologias eletrônicas persuasivas podem ser intencionalmente projetadas para mudar a atitude ou o comportamento de uma pessoa (Fogg, 2009a; 2009b), como parar de fumar, consumir menos álcool, praticar atividade física, adotar uma dieta mais saudável, fazer exames preventivos. Estas medidas podem melhorar a qualidade de vida, retardar o desenvolvimento de doenças crônicas e reduzir os custos dos sistemas de saúde. Também permite que pacientes jovens ou idosos tenham mais independência.

O surgimento da Internet possibilitou a proliferação de sites projetados para persuadir ou motivar as pessoas a mudarem suas atitudes e comportamentos. Na imagem a seguir observamos uma imagem que exemplifica como as tecnologias persuasivas podem afetar os cuidados de saúde. Os três círculos representam: (1) a tecnologia que impulsiona a mudança de comportamentos. Deve ser selecionada ou projetada de forma a impactar positivamente os cuidados com a saúde; (2) estratégias de persuasão que devem ser empregadas com a intenção de mudar comportamentos, atitudes ou motivação; e (3) os subdomínios dentro dos serviços de saúde, onde vemos potenciais aplicações limitadas por doença, estilo de vida ou ciclo natural, do nascimento até a morte (Chatterjee & Price, 2009).

Dentro do campo da saúde, tecnologias interativas persuasivas podem ser implantadas para assumir mais de uma função por vez. Por exemplo, um aplicativo pode avaliar calorias gastas durante a caminhada, ao mesmo tempo que gera um feedback positivo (recompensa) quando o usuário atinge uma meta pessoal. Se várias pessoas estão conectadas a um servidor através da Internet, então o suporte social pode ser aproveitado, o que tem mostrado impacto na motivação e mudança de comportamento.

Várias estratégias podem ser utilizadas para persuadir, dentre elas destacam-se:

  • Redução da complexidade de mensagens ou tarefas;
  • Sequenciamento dos passos a serem seguidos para que objetivos sejam atingidos;
  • Individualização da informação de acordo com as necessidades do usuário;
  • Sugestões de intervenções na hora e local mais apropriados;
  • Simulação de cenários para observação de efeitos de determinados comportamentos e atitudes;
  • Ambientes imersivos para aumentar engajamento com a tecnologia;
  • Exemplos contextualizados para que o usuário consiga adaptar as sugestões à própria vida;
  • Suporte social;
  • Recompensas.
Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/