Vegetais reduzem a deterioração do cérebro

Você sabia que vegetais verde escuros são capazes de prevenir o declínio cognitivo? Uma das razões é que estas hortaliças são ricas em magnésio, um mineral fundamental para a geração de energia em todas as células, inclusive nos neurônios. Vegetais verde escuros também são ricos em vitamina K, luteína e beta-caroteno. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda um consumo diário de 400 gramas de frutas e verduras diariamente. Se for difícil faça um suco e coloque nele folhas, frutas e outros vegetais da sua preferência. 

Segue uma receita diferente para você: banana e abacaxi congelados, espinafre e aipo batidos no liquidificador. Sirva-se de saúde!

Suco verde diferente.jpg

Aprenda mais no curso online: alimentação vegetariana - http://andreiatorres.com.br/curso/vegetarianismo

Já assistiu ao vídeo 2 do desafio vegano?

Mais vídeos no canal YouTube.com/dicasdanutricionista

Deixe seu comentário.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/

As maravilhas do suco verde

Artigo publicado por mim na Revista Contra Relogio em 01 outubro de 2013:

Eles são práticos, extremamente saudaveis e ajudam a suprir as necessidades energéticas de um corredor.

A melhor maneira de consumirmos os nutrientes antioxidantes necessários para a neutralização dos radicais livres, que produzimos durante o dia, é ingerindo frutas e verduras variadas e frescas. Contudo, estudos brasileiros mostram que mais de 70% da população não consome estes alimentos em quantidades adequadas. Assim, a ingestão deles na forma de sucos pode ser uma boa alternativa para que vitaminas, flavonoides, carotenoides e polifenóis importantes estejam disponíveis para o corpo diariamente. 
Estas substâncias, em conjunto, desintoxicam o organismo, contribuindo para a redução da incidência de enfermidades crônicas, como as doenças cardíacas, a hipertensão, a gota e o diabetes. Além disso, também aumentam a imunidade e reduzem a inflamação causada pelo treinamento intenso.
Uma concepção bem arraigada na nutrição é a de que o consumo de carboidratos antes de uma corrida longa, especialmente maratonas, é fundamental para que os estoques de glicogênio sejam máximos, aumentando o rendimento e reduzindo a fadiga. Dessa forma, dietas à base de massas, arroz e pão são descritas por atletas de todo o mundo. Contudo, muitos corredores relatam dificuldades em seguir tal cardápio. Além disso, ao observarmos a alimentação de maratonistas consagrados, principalmente etíopes, notamos um menor consumo destes cereais e um maior consumo de frutas, verduras, folhosos e iogurtes, alimentos que também são fontes de carboidratos. 
Estudos da área esportiva têm demonstrado, por exemplo, que vegetais como beterraba e cereja são ricos em nitratos e antioxidantes capazes de aumentar a produção de óxido nítrico e melhorar a chegada do oxigênio às células musculares. Os sucos também refrescam e hidratam os corredores. Além disso, atendem às necessidades dos atletas que não gostam de ingerir alimentos sólidos antes dos treinos.

PARA ANTES, DURANTE E DEPOIS. Uma opção de suco para o pré-treino: 1 fatia grande de abacaxi, 1 limão sem casca, 1 maçã, 2 talos de aipo, 1/3 de pepino, 1 beterraba pequena, 1 fatia de abacate, 1 banana. Bata com um pouco de água e coe. Deve ser ingerido uma hora antes da corrida.
Muitos corredores optam por suplementos durante corridas longas. Outros vão de bananas ou de abacate. Os sucos também podem ser utilizados durante esses momentos. Porém, neste caso, os mesmos precisarão ser diluídos para evitar desconfortos gastrintestinais. Segue uma receita simples: misture 1 xícara de suco de laranja, 2 xícaras de água e ¼ de colher de chá de sal. 
Após corridas com mais de 1 hora de duração, aposte em sucos adicionados de proteínas. DICA: misture 1/2 xícara de iogurte natural ou uma colher de pó de proteína (whey protein ou albumina) em seu suco. Outra opção é aumentar o consumo de proteínas incluindo castanhas nas receitas. Exemplo: 1 copo de suco de maçã, 1 banana, 2 colheres de sopa de aveia, 8 amêndoas, água. Bata tudo no liquidificador.
No pós-treino, você pode também optar por não coar seu suco, mantendo parte das fibras, o que é importante se você for um atleta com baixo consumo de vegetais e cereais integrais.

5 SUCOS PARA O DIA. Para o corredor que deseja emagrecer e desintoxicar, lanches durante o dia podem ser substituídos por sucos. Seguem algumas possibilidades de combinações. Teste e veja o que agrada melhor o seu paladar:

- Salsa, cenoura, maçã, açafrão da terra, água
- Água de coco, maçã, hortelã, gengibre, espinafre
- Limão, couve, água, manjericão
- Chá de hibiscus gelado, couve, gengibre, cenoura
- Chá verde gelado, abacaxi, hortelã

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/
Tags

Sucos de vegetais

vegetable-smoothies-arugula.jpg

Desde 2010 venho postando periodicamente sobre o poder dos sucos, principalmente aqueles com baixo índice glicêmico. Inclusive, naquele ano, gravei um podcast sobre o assunto  (confira aqui). Mas lembre-se, para o efeito desejado, não basta liquidificar uma fruta. É preciso fazer uma mistura saudável, que pode envolver uma fruta de baixo índice glicêmico (como limão, maçã, tangerina, morangos, abacate, açaí, melão, mirtilo, amora), folhosos (couve, espinafre, alface, agrião...), verduras (pepino, tomate, cenoura...) e ervas e outros temperos (gengibre, açafrão, pimenta, orégano etc).

Estes sucos se tornaram populares entre as celebridades, por seus poderes antioxidantes (vitaminas, flavonóides, carotenóides, polifenóis), destoxificantes e emagrecedores. Evite coar os sucos, principalmente se você está fazendo seu uso, justamente pela dificuldade em comer salada e/ou frutas. Neste caso, o liquidificador será melhor que o mixer ou blender, pois manterá grande parte das fibras, substâncias fundamentais para a saúde do sistema digestivo e para a redução do risco de doenças cardiovasculares, diabetes, câncer e obesidade. Seguem algumas combinações para você testar:

  • Salsa, cenoura, maçã, açafrão da terra, água;
  • Água de coco, maçã, hortelã, gengibre, espinafre;
  • Limão, couve, água, manjericão;
  • Chá de hibiscus gelado, couve, gengibre, cenoura;
  • Chá verde gelado, abacaxi, hortelã.
Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/