Previna os ataques de gota

A gota é uma forma de artrite gerada por um distúrbio no metaboismo do ácido úrico. Gera dor e deformidades nas articulações. Ataques de gota, podem acontecer de repente, como no meio da noite. As juntas ficam quentes, inchadas, doloridas e vermelhas, resultado do acúmulo de urato nas articulações.

As causas da doença têm influências genéticas, farmacológicas (uso de medicamentos como diuréticos tiazídicos) ou ambientais (dieta inadequada, que leva à obesidade e diabetes). Para evitar novos ataques melhorias na alimentação fazem-se necessárias.

plant-based-diet-veggie-vegetarian-123object-iStock-486675912-1.jpg

Como em todas as doenças, deve-se seguir uma alimentação saudável e que promova o emagrecimento, quando necessário. O consumo de água deve ser aumentado para auxiliar a eliminação do ácido úrico. Eliminar bebidas açucaradas e álcool é fundamental já que estas fazem o contrário: aumentam os níveis de ácido úrico no plasma.

A dieta adequada deve privilegiar alimentos de origem vegetal, como hortaliças, frutas e leguminosas. A ingestão de carne vermelha e carnes processadas deve ser reduzida. Peixes (bacalhau, tilápia, linguado) e tofu são boas escolhas para suprir sua necessidade proteica. Alimentos ricos em ômega-3 devem ser privilegiados uma vez que este tipo de gordura ajuda a desinflamar e reduzir a dor, mais do que suplementos (Zhang et al., 2019). Baixos níveis de ômega-3 associam-se à maior frequência de ataques de gota (Abhishek,  Valdes, & Doherty, 2015).

Outro nutriente importante é o cálcio, que também ajuda a prevenir ataques de gota. Por isso, inclua leite desnatado e folhosos verde escuros em sua alimentação. Já pessoas com hipotireoidismo, hiperparatireoidismo, excesso de ferro no sangue e deficiência de magnésio podem sofrer de pseudogota, acumulando cálcio nas articulações. Por isso, não tome suplementos sem avaliação de um bom nutricionista que individualizará seu plano dietético. Um nutriente importante para a redução dos níveis plasmáticos de ácido úrico é a vitamina C. Por isso, capriche no consumo de frutas cítricas (laranja, tangerina, morangos, lima, limão), pimentão.

Em situação de dor aguda procure um médico pois medicamentos podem ser necessários. Já a medicina ayurvédica recomenda alimentos como cevada, trigo, arroz selvagem, arroz vermelho, ervilhas, lentilhas e codornas. Entre os vegetais folhosos o Ayurveda recomenda variedades como couve, espinafre e rúcula. Sopas de legumes com amaranto, inhame, gengibre e pepino também são bem-vindas. Entre as frutas uvas, groselha, cereja, cranberries, peras, ameixas são citadas.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/
Tags ,