Erotização precoce e transtornos alimentares na infância

A exposição precoce de crianças a conteúdos e estímulos eróticos é o que chamamos de erotização precoce. É perigosa pois a criança não possui maturidade suficiente para compreender e elaborar tais estímulos. Crianças fantasiam e a exposição precoce à conteúdos eróticos geram ansiedade, medo, impressões equivocadas. Usar salto alto e maquiagem na infância pode parecer inofensivo. Perguntar se uma criança pequena tem namorado pode parecer inofensivo mas pular etapas pode ser perigoso.

A exposição exacerbada à imagens sensuais (na TV, sites, redes sociais etc) aumenta a curiosidade das crianças, tornando-as presas fáceis para situações de abuso físico e sexual. A exposição à imagens sensuais também aumentam a insatisfação corporal. Desde 2011, o Brasil é o país que mais gasta com cirurgias plásticas. E a insatisfação corporal começa cada vez mais cedo, sendo altamente prevalente entre escolares (Pinheiro & Giugliani, 2006).

Com a insatisfação aumenta também o risco de transtornos alimentares e depressão. O corpo não é mais nosso veículo no mundo e sim algo a ser admirado pelos outros. Identificar um transtorno alimentar em qualquer fase da vida não é fácil. Pessoas com transtornos não são necessariamente magras. Além das mídias, a genética, o ambiente familiar e social também influenciam o desenvolvimento de transtornos alimentares (Gonçalves et al., 2013). Como estes relacionam-se a déficits nutricionais, interferem no crescimento e desenvolvimento infantil e geram prejuízos sociais, a família deve estar sempre alerta.

O tratamento inclui acompanhamento psicológico e a terapia cognitvo comportamental é bastante indicada, além de técnicas de mindfulness/yoga e acompanhamento nutricional. A medicação psiquiátrica só é indicada quando existem co-morbidades (como ansiedade, depressão ou compulsão alimentar). O mais importante é respeitar as fases do desenvolvimento infantil e não ter medo de pedir ajuda em caso de dúvida.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/