Homenagem à Iyengar


Iyengar, fundador do Iyengar Yoga foi um dos responsáveis pela difusão do yoga no Ocidente e nesta última sexta-feira (14) o mestre indiano completaria 100 anos. 🕉

Bellur Krishnamachar Sundararaja Iyengar (1918-2014), mais conhecido como B.K.S. Iyengar, criou a modalidade Iyengar, que tem como objetivo essencial aproximar a prática de yoga de qualquer pessoa, mesmo que tenha necessidades posturais especiais.

When I practise, I am a philosopher, when I teach, I am a scientist, when I demonstrate, I am an artist”

(Quando pratico, sou um filósofo, quando ensino, sou um cientista, quando demonstro, sou um artista)

O método ensinado pelo mestre é conhecido por utilizar acessórios (props), como blocos e cintos, permitindo que algumas dificuldades ou obstáculos possam ser ultrapassados. Iyengar também contribuiu publicando muitos livros, sendo um deles o clássico Light on Yoga (Luz sobre o Yoga) que inspirou e inspira muitos praticantes pelo mundo. Será sempre lembrado pela comunidade do yoga com carinho e reverência. 🙏

Hoje, em homenagem à Iyengar vejamos três posturas para melhorar o funcionamento da glândula tireóide. O hipotireoidismo é uma doença endócrina relativamente comum. Caracteriza-se pela baixa atividade da tireóide, fazendo com que esta reduza a produção dos hormônios T3 e T4, necessários ao controle do metabolismo.

A causa mais comum de hipotireoidismo é a Tireoidite de Hashimoto, uma doença autoimune, em que anticorpos começam a atacar a glândula tireoide. Escrevi várias vezes sobre o papel da nutrição no funcionamento da tireóide. Hoje vamos conversar sobre posturas do yoga que beneficiam a glândula:

Screen Shot 2018-11-18 at 3.10.55 PM.png

1. Sarvangásana (invertida sobre os ombros): essa postura exerce pressão sobre a glândula tireoide e estimula a secreção do hormônio tireoidiano. Instruções: (a) Deite-se de costas, com os braços ao lado do corpo e as palmas voltadas para baixo; (b) Inspire e levante as pernas a 90 graus e expire lentamente para trazer as pernas sobre a cabeça; (c) Mova as mãos para apoiar a parte inferior das costas; (d) Levante as pernas; (e) Mantenha o queixo pressionado contra o peito enquanto estiver na posição invertida

Screen Shot 2018-11-18 at 3.15.28 PM.png

2. Halásana (postura do arado): a partir do sarvangásana, leve as pernas atrás da cabeça. Este ásana (postura) também estimula a glândula tireóide, ajuda a reduzir a fadiga e o estresse.

A compensação do sarvangásana e do halásana é exatamente a mesma: a postura do peixe (Matsyásana).

Screen Shot 2018-11-18 at 3.21.08 PM.png

3. Matsyásana (a postura do peixe): alonga o pescoço, reduz a rigidez de articulações e também dos músculos do pescoço. Instruções: (a) Deite-se de costas com as pernas estendidas, (b) Pressione os braços para levantar o corpo e abrir a região do peito, (c) toque o topo da cabeça no chão.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/