Nutrição esportiva - creatina

A creatina é um dos suplementos mais pesquisados na área esportiva. Seu uso vem sendo indicado para aumento da força e volume muscular, tanto em homens, quanto em mulheres. Porém, mulheres frequentemente sentem receio de tomar creatina e ficarem muito grandes. Não, isto não acontecerá. O grande crescimento muscular depende do hormônio testosterona, que é baixinho nas mulheres. Então não, mulheres não ficarão do tamanho do incrível hulk tomando creatina. Claro, o peso pode aumentar um pouco devido ao aumento da massa magra e da água intracelular. 

Mas o inchaço é mais normal em protocolos em que se usa 20g de creatina por 5 a 7 dias. Quem usa a creatina em quantidades baixas (3 a 5g ao dia) sente poucas alterações em termos de hidratação, mesmo que com tempos prolongados de suplementação.

Como a creatina funciona?

A creatina doa fósforo para o ADP (adenosina difosfato) de forma rápida aumentando a produção de ATP (adenosina trifosfato) que é a molécula que nosso corpo usa para mover músculos e realizar qualquer outra tarefa. 

No exercício, com maior capacidade de gerar ATP você consegue malhar mais, fazer mais esforço, aumentando as microlesões musculares. Com mais estímulo a hipertrofia acontece mais rápido.

Se não quiser suplementar não há problema! A creatina também é encontrada nas carnes. Assim, se a sua dieta já é hiperprotéica você se beneficiará menos da suplementação. Já se você come pouca ou nada de carnes você se beneficiará mais com a suplementação.

Gravei um vídeo explicando mais sobre este suplemento:

Compartilhe se achou interessante.
Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!