O Yoga no trabalho das doulas

Uma doula é uma profissional treinada para assistência ao parto e cuidados maternos, proporcionando apoio emocional e prático para a mãe, o pai e, por vezes, outros membros da família. Também prepara o local que acolherá o bebê em seu nascimento, além de continuar dando apoio à mãe e sua família após o nascimento da criança. 

Pesquisas mostram que, com o apoio das doulas, as mulheres têm maior probabilidade de ter um parto e uma experiência pós-natal mais positiva. Os estudos mais conhecidos foram realizados por Marshall Klaus e John Kennell, dois importantes médicos no que toca ao conhecimento e reconhecimento do vínculo. Concluíram que as gestantes acompanhadas por uma mulher, que lhe prestasse ajuda emocional e física, durante todo o trabalho de parto, tinham resultados surpreendentemente melhores, reduzindo os problemas na amamentação, a incidência de depressão pós-parto, assim como redução de:

Screen Shot 2018-07-27 at 10.36.04 AM.png

A doula não substitui uma parteira ou um obstetra. É um apoio a mais, emocional, informativo e físico antes, durante e após a gestação.  Uma doula:

  • participa e apoia partos em casa ou no hospital.

  • ajuda o parceiro a apoiar a gestante.

  • ensina técnicas de apoio físico.

  • garantirá que você coma e descanse sempre que precisar.

  • apoia os ideias de nascimento de cada família.

  • conhece profissionais de saúde que ajudarão a gestante a vivenciar o momento da gestação e parto da forma sonhada.

  • ajuda os clientes a compreenderem os jargões médicos.

  • ajuda com a decisão do tipo de parto.

  • acompanha a família nas horas antes do nascimento.

  • ajuda na adaptação após o parto.

  • contribui para a redução do estresse das mães.

  • transmite confiança e ensina técnicas para que a mulher consiga amamentar ou ordenhar o leite.

Screen Shot 2018-07-27 at 10.59.06 AM.png

Qualquer mulher com mais de 18 anos pode ser doula, inclusive quem não é profissional da saúde. Não é fundamental que seja mãe, mas a experiência da maternidade com certeza traz um componente especial à relação doula-gestante. Não precisa ter tido parto normal para ser uma boa doula.  Para tornar-se uma doula o mais comum é fazer um curso e depois começar a praticar.

Outra possibilidade é fazer o caminho autodidático, baseado em leituras e atendimentos, mais adequado para quem já tem contato prévio com gestantes (exemplo professoras de yoga, terapeutas corporais, fisioterapeutas).

Muitas doulas também escolhem se formar em yoga. A prática na gestação reforça o sistema nervoso, melhora a circulação sanguínea, favorece a digestão, dá às mulheres mais autoconfiança e paciência. No pós-natal o yoga ajuda a reposicionar os órgãos femininos. No curso de formação online de instrutores de yoga um dos módulos é inteiramente dedicado às gestantes. Saiba mais em:

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/