O que comer e o que evitar após a extração do dente do siso (terceiro molar)?

Muitas pessoas me perguntam sobre a dieta após a extração dentária. Em meu vídeo do youtube muitos adolescentes comentaram que a primeira refeição após a cirurgia foi o famigerado miojo. É verdade que o macarrão instantâneo é fácil e rápido de preparar. Contudo, é um alimento que foi pré-frito, é cheio de corantes e conservantes, glutamato, sal. Algumas marcas contém até açúcar. Estes ingredientes todos tornam este tipo de alimento altamente inflamatório. Ou seja, não ajudará a combater a dor e o inchaço. Por isso, se sua vontade é de comer macarrão prefira o bifum - um macarrão bem fininho feito de arroz. Ele também cozinha super rápido (cerca de 2 minutos). Adicione a ele temperos antiinflamatórios como açafrão em pó, cebolinha, coentro, sálvia ou tomilho.

Algumas pessoas não sentem muito apetite após a cirurgia, mas é importante que coma algo para ter energia e nutrientes que ajudarão na cicatrização. Outras pessoas sentem bastante fome mas não toleram nada quente. Abaixo você encontrará opções para todas as necessidades e gostos:

1. Sorvete

Sorvetes são macios, refrescos e amortecem a dor na gengiva. Bata 2 colheres de sopa de pasta de amendoim, com 2 bananas, 1 colher de sopa de cacau em pó e mel (opcional). Leve ao congelador por 3 horas e depois delicie-se.

2. Purês

Podem ser de batata inglesa, batata doce, mandioquinha, cenoura… Para fazer o purê de batatas tradicional cozinhe as batatas, descasque-as ainda quente e amasse com um garfo ou esprema-as no espremedor. Coloque em uma panela e adicione azeite de oliva extra virgem, sal, alho e um pouquinho de leite até chegar à textura que você aprecia. O purê fornece energia e proteína. Ótimo para sua recuperação.

3. Abacate, banana, mamão

Frutas com textura macia são uma ótima opção, podendo ser consumida pura, batida com leite ou na forma de mousse (veja receita aqui). O abacate, por exemplo, contém vitamina E, fitoquímcos (astragalina, quercetina, fitosterol, catequinas), glutationa, magnésio, gorduras monoinsaturadas, fibras, que combinadas conferem à esta fruta um super poder antiinflamatório e antioxidante. Bananas e mamão também podem ser consumidas puras, amassadas com mel, batidas com leite ou iogurte, na forma de sorvete ou mousse.... A banana fornece energia, potássio, muitas vitaminas, magnésio, cálcio, selênio, zinco, ferro. Também é fonte de triptofano, aminoácido que regula o humor e diminui a irritabilidade. O mamão é rico em carotenóides, que combatem os radicais livres. Além disso, é rico em fibras, água, papaína que melhoram a digestão e favorecem o funcionamento intestinal.

4. Ovos cozidos ou mexidos

Os ovos são muito fáceis de serem consumidos, puros, com macarrão ou queijo. A clara é rica em proteínas e a gema contém as vitaminas A, D, riboflavina, niacina, colina e biotina que auxiliam o reparo celular.

5. Açaí

Possui alto teor de antocianinas, que reduzem a ação danosa dos radicais livres, melhora a circulação, protege o coração e previne o câncer. É uma boa fonte de cálcio e potássio, nutrientes que ajudarão. Rico em energia, te deixará bem alimentado após a extração do siso. Pode ser misturado com leite em pó ou suplemento proteico para aumento do teor de proteína.

6. Sopas batidas e caldos

Sopas e caldos são ótimas opções após a extração dentária e existem muitas opções para você escolher. Cozinhe os legumes puros ou com carnes, peixes e ervas variadas. O processo de cicatrização depende de vitaminas A, C e K. Diversifique bastante os componentes da sua sopa e, depois de cozida, bata tudo no liquidificador para que fique bem macia. Depois deixe esfriar um pouco para que o calor não irrite a boca.

7. Batidos / vitaminas / smoothies

Misturas de frutas com leite ou extratos vegetais geram uma bebida fácil de consumir, cheia de vitaminas essenciais necessárias para quem acabou de extrair um dente. Você provavelmente não poderá usar um canudo pois este pode sugar a sutura, os pontos dados pelo dentista. Por isso, deixe a consistência mais rala, fácil de beber no copo.

8. Iogurtes e kefir

Após a cirurgia é comum o uso de antibióticos que podem danificar sua microbiota intestinal. Você pode acalmar suas gengivas doloridas e trabalhar para estabilizar sua saúde intestinal tomando iogurtes ricos em bactérias boas (probióticas) ou kefir. Ambos também podem ser adicionados às vitaminas (item 7).

9. Mingau

Devido à sua textura, recomendamos que você espere alguns dias antes de começar pelo mingau de aveia. Isto evita que ela se aloje bem no local da cirurgia (pelo mesmo motivo evite arroz, quinoa ou outros grãos pequeninos). No entanto, após algum dia estes outros alimentos passam a ser também uma ótima opção. Fornecem energia, são macios e podem ser combinados com outros alimentos como leite e até ovos.

10. Queijo bem molinho

O queijo também pode ser uma boa fonte de probióticos e proteína. Você deve ser capaz de engolir pedaços pequenos, e o queijo ralado ou o cottage é um ótimo complemento durante o processo de recuperação.

Alimentos a evitar após a extração dentária

1. Álcool

Durante o período de recuperação, é melhor evitar o álcool pois o mesmo irrita o corpo e reduz a eficácia dos medicamentos prescritos.

2. Alimentos condimentados ou ácidos

Esses tipos de alimentos podem irritar a ferida, aumentando a dor e atrasando o processo de recuperação.

3. Alimentos crocantes

Biscoitos, salgadinhos, castanhas ou grãos devem ser evitados nos primeiros dias. Como são quebradiços, podem ser difíceis de mastigar sem ferirem o corte ou sem ficarem presos no local.

Se a cirurgia tiver sido muito complicada talvez você precise dar preferência aos alimentos líquidos, bem macios ou liquidificados por pelo menos 3 dias. À medida que a ferida começa a cicatrizar, você pode introduzir alimentos um pouco mais consistentes. Em geral, depois de uma semana os alimentos sólidos começam a voltar ao cardápio. Mas tudo dependerá do seu grau de conforto. Pessoas que arrancam só um dente e de forma tranquila podem voltar rapidamente à dieta habitual, enquanto as pessoas que possuem os sisos mais impactados e/ou que os arrancam de uma só vez podem demorar até 6 semanas para conseguir retomar a dieta habitual.

Em caso de grande perda de peso ou massa magra ou fraqueza, consulte um nutricionista para que o mesmo lhe oriente individualmente ou inclua a suplementação de hipercalóricos e hiperproteicos em sua dieta.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/
Tags