Como perder peso após os 40 anos?

Com o passar dos anos ganhar peso fica mais fácil - e emagrecer, mais difícil. Se você passou dos 40, já percebeu. Uma das razões para o fenômeno é a menor produção hormonal, outra razão é a perda de massa muscular e a redução da atividade física. Estes fatores contribuem para uma queda do metabolismo. Ou seja, comendo os mesmos alimentos e nas mesmas quantidades de uma década atrás, provavelmente engordará.

O desestímulo também pode aumentar, principalmente depois de várias dietas mal sucedidas. Muitas pessoas sabem tudo sobre alimentos saudáveis, já leram vários livros sobre dietas, acompanham blogs e contas no Instagram. Mesmo assim, a desmotivação pode estar lá. Mas você pode ganhar controle novamente sobre seu metabolismo. Uma das formas é aumentando um pouco a quantidade de proteína consumida. Pode ser na forma de peixes, de carnes magras, de ovos, de quinoa ou mesmo com a ajuda de suplementos proteicos. Com um pouco mais de proteína ficará mais fácil preservar a massa magra.

Outra alteração importante na dieta é trocar açúcares por gorduras saudáveis como castanhas, nozes e abacate. Açúcares e carboidratos simples presentes em pães, bolos e biscoitos estimulam a secreção de insulina e o acúmulo de gordura. Reduza o consumo de alimentos industrializados e invista nos alimentos fontes de gorduras boas, que auxiliarão na produção de neurotransmissores, que dão prazer, saciedade e reduzem a compulsão alimentar.

Faça exercícios de força. Os mesmos ajudam a ganhar massa magra e a acelerar o metabolismo. Com isso, a perda de peso fica mais fácil. Treino de musculação, localizada, HIIT ou cross fit são boas opções. Converse com um educador físico para uma adequada orientação.

Durma mais. Pessoas que dormem pouco produzem mais hormônios que estimulam o apetite, como o cortisol. O ideal é desligar o celular o mais cedo possível e ir para cama por volta das 22h. Com menos cortisol circulante você não acordará com tanta fome. Esse é outra questão, coma apenas quando a fome bater. Não há necessidade alguma de comer sem fome. Acordou e a fome não apareceu? Tome um chá. Existem várias opções para todos os gostos. Os chás de ervas possuem propriedades antiinflamatórias que contribuem para a perda de peso.

Mas não passe fome. Quem passa fome fica mais compulsivo. A regra é: com fome coma, mastigando lentamente. Sem fome, pare de comer. Nos intervalos hidrate-se bem com água ou chás. Se precisar busque apoio. Saber sobre nutrição é apenas o primeiro passo para emagrecer. Para manter-se motivado precisará traçar metas realistas, identificar benefícios de mudar a alimentação e começar atividade física, ter clareza sobre seus valores e como quer viver os próximos anos, aprender a lidar com pensamentos negativos e emoções difíceis sem recorrer à comida, Se precisar de ajuda que tal pensar em entrar no grupo de emagrecimento. Nele você receberá mais do que dicas sobre alimentação, terá acesso a reflexões diárias que aumentarão seu comprometimento com sua saúde física, mental e espiritual. Saiba mais aqui.

Compartilhe e ajude este trabalho a continuar.
Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/