Como preparar peixe e quinoa para bebês de 6 meses?

Hoje recebi esta pergunta de uma mãe que está começando a introduzir a alimentação complementar de uma bebezinha de 6 meses. Algumas sugestões:

O peixe pode ser oferecido na sopa, como papa (pode misturar, por exemplo com batata doce, abobrinha e até maçã!) cozinhando no vapor e amassando. Outra opção é cozinhar no vapor ou água e depois desfiar para retirar toda a espinha. O ideal é que o início seja com peixes mais magras como pescado, tilápia ou linguado. Depois do teste outros peixes, com sabor mais forte podem ir entrando como robalo, dourada, salmão. Mariscos e peixes de digestibilidade mais difícil só a partir dos 18 meses (atum, cavala). Polvo e lula só a partir dos 24 meses.

fishpie (6).jpg

A quinoa também pode entrar em papa, na sopa ou pura no lugar do arroz. Deixe a quinoa de molho à noite. Pela manhã descarte a água (como faz com as leguminosas), lave e cozinhe em água, na panela até ficar macia (leva cerca de 8 a 10 minutos em fogo médio). Não precisa colocar sal em nenhum dos alimentos. Pode até ser oferecida como lanche. Basta deixar esfriar e picar alguma fruta dentro (como manga ou banana em pedacinhos - depois de já ter sido testada). Se não der tempo de deixar de molho tanto tempo não há problema. Ficará com mais saponinas (que não fazem mal, só fica um pouco mais amargo). Testando saberá se ela aceita ou não.

maxresdefault.jpg

Vai começar a introdução da alimentação complementar do seu bebê? Marque uma consultoria comigo!

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/