O cérebro e o intestino no autismo

O autismo tem causa predominantemente poligênica. Ou seja, este transtorno do desenvolvimento é influenciada pelo funcionamento de vários genes que causam um neurodesenvolvimento diferente do padrão. As alterações genéticas podem aumentar a sensibilidade a fatores externos.

Por exemplo, pessoas no espectro do autismo podem ter um intestino que funciona mal. A disbiose intestinal (desequilíbrio da microbiota) pode agravar problemas comportamentais mas ainda não está claro se as alterações microbianas impulsionam o desenvolvimento da doença ou se são consequência dela. Converso mais sobre o tema no vídeo de hoje (clique na imagem para assistir).

O diagnóstico é a primeira etapa. Com o diagnóstico do transtorno pode-se trabalhar, por meio de terapias e cuidados de saúde, para o desenvolvimento de habilidades. Converse com profissionais qualificados.

Aprenda mais no curso online: Diagnóstico e Tratamento da disbiose intestinal

Compartilhe, por favor.
Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!
Tags