Orientações específicas para o peeling


O peeling é um tratamento estético feito com a aplicação de ácidos sobre a pele. A finalidade é remover camadas de pele danificadas, sendo indicado para tratamento das manchas, cicatrizes de acne e linhas de expressão.

Após o peeling químico a pele fica muito sensível e, por isso, é recomendado evitar a exposição ao sol, usar filtro solar de 4 em 4 horas e adotar uma dieta balanceada, rica em nutrientes que contribuirão para a renovação da pele. Dentre estes nutrientes estão as vitaminas do complexo B, A, D, E, K e C. Os minerais zinco, magnésio, ferro, cálcio, manganês, selênio e cobre também são importantíssimos para a saúde da pele. Além destes cuidados, o ideal seria a adoção de uma dieta antiinflamatória e de baixo índice glicêmico.

Aprenda mais sobre o tema no curso online Nutrição e Estética, lançado esta semana.

Compartilhe e ajude este trabalho a continuar.
Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/
Tags ,

Estratégias para combater o envelhecimento da pele

O envelhecimento é um processo natural, caracterizado por alterações celulares e moleculares, que reduzem a capacidade de regeneração celular. Sua velocidade varia de pessoa a pessoa, dependendo de sua genética, exposição ao sol e estilo de vida.

Os sinais de envelhecimento da pele são resultado da diminuição e desestruturação do colágeno, das fibras elásticas e do ácido hialurônico. Este processo é acelerado pela glicação: uma reação não enzimática entre proteínas, gorduras e açúcares (glicose e frutose). Neste porcesso sãof formados AGEs (produtos finais da glicação avançada) que degradam o colágeno e a elastrina. Explico neste vídeo:

Como vimos no vídeo, a dieta é uma grande fonte de AGEs. Ou seja, o que você come pode desacelerar ou acelerar o envelhecimento. Produtos ultraprocessados, mesmo salgados (como pão integral ou molho de tomate) podem ser acrescidos de açúcar (sacarose) em sua formulação, bem como outros tipos de substâncias nocivas que promovem reações metabólicas semelhantes ao açúcar propriamente dito.

O consumo de alimentos e/ou suplmentos com propriedades antiglicantes e antioxidantes, retardam a degeneração da pele. Nesta lista entra a piridoxamina (vitamina B6), a alilcisteína (componente do extrato de alho), compostos fenólicos de plants, as vitaminas C e E, a tiamina (ou benfotiamina), a taurina e a carnosina. Para organizar sua alimentação e seu plano terapêutico peça ajuda a um nutricionista funcional ou especializado em estética.

Saiba mais no curso online: Nutrição & Estética

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/
Tags ,

Dieta saudável deixa a pele mais resistente

A exposição solar é importantíssima para nossa saúde. Quando o dia está bonito nos sentimos mais dispostos e felizes. Além disso, com o banho de sol produzimos vitamina D, nutriente fundamental para a imunidade e para a saúde óssea.

Contudo, a exposição excessiva aos raios ultra violetas aumenta o risco de câncer de pele, gera danos ao DNA e RNA, grande formação de radicais livres e doenças dermatológicas. O Instituto Nacional do Câncer estima que 30% de todos os novos casos de câncer sejam justamente o de pele. Por isso, recomenda o uso diário do filtro solar.

A dieta também é um componente importante para a saúde da pele. Os carotenóides presentes em alimentos como abóbora, cenoura, manga e mamão protegem parcialmente a pele contra queimaduras e contra os radicais livres gerados com a exposição solar.

Frutas cítricas, como limão, laranja, tangerina, abacaxi e kiwi contém vitamina C, importante antioxidante e também nutriente fundamental para a produção de colágeno. Já abacate, açaí e azeite são fontes de vitamina E, a qual impede a propagação dos estragos induzidos pelos radicais livres. Saiba mais sobre a saúde da pele:

Compartilhe se achou interessante.
Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/
Tags

Dicas de nutrição para mulheres na maturidade

FELIZ DIA ÀS MÃES MARAVILHOSAS DE TODAS AS IDADES!

Vamos nos cuidar para continuar enchendo o mundo de amor!

Você sabia que existem mais pessoas idosas vivas nos dias atuais do que em qualquer outro momento da história? É incrível pensar que a cada segundo duas pessoas celebram o aniversário de 60 anos ao redor do mundo.

O passar do ano traz muitas vantagens: independência financeira, autoconfiança, maior capacidade para tomada de decisões acertadas, maior controle das emoções e grande capacidade de contribuir para um mundo melhor.

Mas com o envelhecimento também surgem desafios. Por exemplo, flutuações hormonais ocorrem na mulher podendo gerar perda de massa óssea e muscular, aumento da gordura corporal, inchaço abdominal, ondas de calor, suores noturnos, compulsão por determinados alimentos e irritabilidade. 

Atividade física e ajustes na dieta podem reduzir a frequência e a intensidade destes sintomas. Experimente as sugestões abaixo e preste atenção em como seu corpo responde. Converse com profissionais de saúde qualificados mas seja a detetive de si mesma. Esta é a melhor maneira de encontrar soluções a longo prazo individualizadas para seu caso.

Para os ossos o nutricionista investigará a necessidade de suplementação de cálcio, magnésio, colecalciferol (vitamina D), vitamina K2-MK7, boro, silício, zinco, cobre e complexo B. Além disso, campriche no consumo de proteínas magras. Elas fornecem aminoácidos para  o reparo muscular e produção de células do sistema imune. Também favorecem a saciedade, reduzindo a compulsão alimentar. Se tiver problemas com a digestão de carnes, consuma omeletes ou suplementos proteicos isolados. 

Fitoestrógenos (substâncias naturais semelhantes ao estrogênio) encontrados na soja fermentada (tofu, tempeh, missô) podem ajudar a reduzir o risco de doença cardíaca ao baixar os níveis de LDL colesterol. Outra opção é consumir mais fontes de boro, que melhoram a ação do estrogênio produzido naturalmente. O boro pode ser encontrado em uma variedade de frutas e vegetais, incluindo ameixas, morangos, maçãs, tomates, peras, toranjas, aspargos, beterrabas, pimentões, brócolis, repolho, couve-flor, batata doce e nabos.

Para o combate ao estresse inclua fontes de vitaminas B6 e B12. O consumo adequado combate  distúrbios do humor, incluindo depressão, ansiedade e falta de energia. B12 também é importante para melhorar a saúde do coração e a função cerebral.

Os alimentos ricos em vitamina B6 incluem farelos (arroz e trigo), pistache, avelã, alho, atum, salmão, sardinha, girassol e sementes de gergelim e pimenta. A vitamina B12 é encontrada principalmente em produtos de origem animal, incluindo mariscos, carne bovina, peixe, crustáceos, ovos, aves e produtos lácteos. 

Para manter níveis normais de açúcar no sangue aumente o consumo de cromo, mineral que faz com que o hormônio insulina funcione melhor. Boas fontes incluem cebolas, tomates, leveduras de cerveja, ostras, grãos integrais, cereais de farelo e batatas.

O envelhecimento também desidrata a pele e aumenta o número de rugas. Além de um bom protetor solar aporte em alimentos fontes de nutrientes antioxidantes, incluindo vitaminas C, E e A. Também peça ao seu nutricionista para verificar se o consumo de selênio, zinco magnésio, proteína água e vitamina K está adequado. Se não estiver, correções na dieta e suplementação poderão ser sugeridas.

Compartilhe se achou interessante.
Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/