Metabolismo do triptofano na gestação

Na gestação há um grande consumo de oxigênio pela mulher, criando um ambiente pró-oxidativo (mais rico em radicais livres. Se há um baixo consumo de antioxidantes, vindos particularmente de frutas e verduras, os riscos para o bebê e para a mãe aumentam.

O triptofano é um aminoácido essencial importante para o metabolismo de proteínas, para a produção de serotonina (neurotransmissor relaxante, que reduz a agressividade) e de melatonina (que regula o ciclo do sono). Contudo, 95% do triptofano entra na verdade na via das quinureninas.

ijms-18-01595-g001.png

Na presença de processo inflamatório a enzima indolamina dioxigenase (IDO) fica muito ativa, desviando o triptofano justamente para o caminho das quinureninas. Neste caminho muitas substâncias são produzidas (como mostrado na figura acima), inclusive neurotoxinas como o ácido quinolínico. Com isso, a neurotransmissão por glutamato aumenta. Em excesso, o glutamato gera neurodegeneração.

Por isso, a suplementação de triptofano não deve ser feita em pessoas já inflamadas. Suplementos devem ser utilizados sempre com recomendação e acompanhamento nutricional. Se houver necessidade de uso de triptofano na forma de 5-HTP ou a partir da planta griffonia simplicifolia, a vitamina B3 (niacina) também deve ser suplementada. Isto porque a B3 será essencial para a conversão do ácido quinolínioc em NAD+ e depois em NADH, reduzindo o estresse oxidativo.

Na gestação, o cuidado deve ser redobrado já que o estresse oxidativo aumenta o risco de degeneração da placenta, restrição no crescimento fetal, pré-eclâmpsia, aborto e maior risco de morte ao nascimento (Xu et al., 2017).

ijms-18-01595-ag.png

Quer engravidar ou está grávida? Agende uma consulta!

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/

Melatonina e autismo

Existem evidências de que um grupo de crianças com autismo apresentam níveis mais baixos de melatonina do que crianças saudáveis, possivelmente por uma deficiência causada em uma ou em ambas as enzimas responsáveis pela conversão de N-acetil-serotonina em melatonina.

Meta-análise concluiu que a suplementação de melatonina em crianças com espectro autista mostra-se capaz de melhorar a quantidade e qualidade do sono dessas crianças, com consequente melhora do comportamento durante o dia (Rossignol & Frye, 2011). 

Grande quantidade de melatonina também é produzida no intestino, motivo para manter este órgão sempre saudável. Alimentos fonte de melatonina incluem uvas, vinho e azeite.

Saiba mais sobre alimentação e suplementação no autismo no curso online.

Conheça também meu canal no YouTube.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/

Melatonina na prevenção do Alzheimer

Alterações no padrão secretor de melatonina foram encontradas em uma série de doenças psiquiátricas e neurológicas como distúrbio bipolar, depressão, bulimia, anorexia, esquizofrenia, transtorno de pânico, transtorno obsessivo compulsivo, epilepsia, autismo, Alzheimer e Parkinson.

Uma das características marcantes de alteração cerebral na doença de Alzheimer é a presença de placas beta-amilóides, formada pelo agrupamento de proteínas e bloqueando a sinalização e processo de sinapse cerebral. A má qualidade do sono é capaz de aumentar a proliferação dessas placas nas áreas cerebrais, comprometendo cada vez mais a capacidade cerebral.

A melatonina, hormônio produzido em tecidos como cérebro e trato digestório inibe a formação e agregação das placas beta-amilóides e previne os danos oxidativos devido ao seu papel antioxidante. Contudo, estes benefícios parecem ocorrer apenas nos estágios iniciais da doença. Alimentos fonte de melatonina incluem uvas, vinho e azeite de oliva.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/

Fontes de melatonina

A melatonina é um hormônio produzido principalmente no cérebro ao anoitecer. Adequados níveis de melatonina induzem o sono garantindo o relaxamento e a recuperação do organismo. Estudos mostram que a produção adequada contribui para a eliminação de radicais livres do organismo, reduzindo a velocidade de envelhecimento do corpo e do cérebro.  

 

A melatonina também é produzida no trato digestório, protegendo os tecidos responsáveis pela digestão e absorção de nutrientes e contribuindo para a melhoria da imunidade local. Por isto, o uso da melatonina vem sendo estudado na prevenção e tratamento de diversas condições incluindo ocâncer colorretal, a colite ulcerativa, as ulceras gástricas, a doença do refluxo gastroesofágico, a síndrome do intestino irritável e a cólica infantil.

Idosos parecem produzir menos melatonina do que indivíduos mais jovens. A boa notícia é que alguns alimentos, como frutas cítricas, uvas, vinho e azeite de oliva também contêm melatonina.

A melatonina pode ser prescrita no Brasil por médicos. Nutricionistas podem prescrever nutrientes que dão origem à melatonina, como observado na figura.

Conheça também meu canal no YouTube.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/
Tags