Fibras reduzem o risco de câncer de mama

fibra.jpg

Estudos mostram que a ingestão regular de fibras provenientes de frutas, verduras, leguminosas, oleaginosas e grãos integrais está associada a um menor risco de desenvolvimento de câncer de mama em mulheres.

Além de conter fibras, alimentos de origem vegetal contêm uma abundância de outros compostos que combatem o cancro, como vitaminas antioxidantes e fitoquímicos. O câncer de mama é o tipo mais comum de câncer diagnosticado em mulheres em todo o mundo.

O estilo de vida e a dieta podem aumentar ou reduzir o risco de câncer de mama

Dietas ricas em gordura e o alto consumo de álcool aumentam o risco de cancro em mulheres, enquanto dietas ricas em frutas, vegetais e fibras (no mínimo 25g ao dia), têm sido correlacionadas com um risco reduzido.

A fibra alimentar pode se ligar a toxinas, carcinógenos e estrogênios no trato digestivo e impedindo a absorção intestinal. Outras substâncias encontradas nestes alimentos como polifenóis e flavonóides, reduzem o crescimento de tumores e o desenvolvimento de novos vasos sanguíneos tumorais (angiogênese).

Alimentos de origem vegetal também são fontes de carotenóides, vitamina E, ácidos graxos e fitoestrógenos, entre outros. Acredita-se que os fitoestrogênios - substâncias derivadas de plantas que são quimicamente similares ao estrogênio - podem proteger contra cânceres dependentes de hormônios, como o câncer de mama.

Fibras de frutas contém pectina, que também inibem o crescimento do tumor, a angiogênese e a disseminação (metástase) de células cancerígenas. A Organização Mundial de Saúde recomenda um consumo mínimo de 400g de frutas e verduras ao dia. Capriche!

Não esqueça de compartilhar
Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/
Tags ,

Glucomannan no controle do peso e da glicose sanguínea

AN123-Glucomannan.jpg

Depois das comilanças de natal já começam a me perguntar sobre dicas de emagrecimento. Um dos emails foi sobre o glucomannam. Ele funciona? Mas o que é isso mesmo?

O glucomannan é um tipo de fibra solúvel extraída da raiz do konjac, uma planta nativa da Ásia. Tem recebido atenção por seu potencial na perda de peso e controle da glicemia. Assim como a goma guar, a pectina e o psyllium, a glucomannan funciona absorvendo líquidos no trato digestório, atrasando a absorção de nutrientes, o que por sua vez aumentaria a saciedade. Comendo menos haveria redução do peso corporal. 

De fato, várias pesquisas investigaram que o impacto do glucomannan mostraram benefícios para a redução do peso corporal, da glicose e até do colesterol plasmático. Estes estudos foram realizados em pacientes com diabetes tipo 2, sobrepeso ou obesidade. É bom lembrar que quem está acima do peso emagrece mais do que quem tem o peso adequado. Quem tem glicemia ou colesterol altos reduzem mais seus valores do que quem está com o perfil sanguíneo adequado já que o corpo possui mecanismos de equilíbrio para que possa funcionar bem. Assim, o efeito em uma pessoa saudável, com peso adequado e exames normais não será o mesmo do grupo que passou por estas pesquisas.

Fora isso, fibras fazem mais efeito quando combinadas com dieta saudável e com exercícios físicos. Para quem vai consumir fibras lembre também de aumentar bastante o consumo de água para que o intestino consiga funcionar direitinho. Para quem quer consumir o glucomannan como forma de aumentar a saciedade, o recomendado é dissolver 1 grama em 230 ml de água e tomar antes das principais refeições.  Para saber mais sobre as fibras:

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/
Tags ,

Benefícios da aveia para a saúde

A aveia foi o primeiro alimento funcional autorizado a ser divulgado no Brasil pela ANVISA. Os estudos com este alimento são antigos e mostram que a aveia possui polifenóis com ação antioxidante, reduzindo o risco de aterosclerose, obesidade, doença inflamatória intestinal e diabetes. É o que discuto neste novo vídeo:

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/
Tags ,

Divertículo, diverticulose e diverticulite - riscos e tratamento

Divertículos intestinais são pequenos sacos que projetam para fora do intestino grosso. Surgem nas áreas de maior fraqueza da parede intestinal. O termo diverticulose ou doença diverticular simplesmente descreve o fato do intestino apresentar divertículos. Pessoas com diverticulose podem permanecer assintomáticas por toda a vida.

Os divertículos podem inflamar-se e infectar-se, situação conhecida como diverticulite. A mesma é causada pela obstrução dos divertículos, tanto por fezes quanto por alimentos. Gera dor abdominal e frequentemente é acompanhada por outros sintomas como náusea, vômitos, constipação, febre, podendo inclusive causar a morte do paciente. Isto acontece porque a pressão interna dentro do divertículo pode ser grande o suficiente para romper a parede intestinal, derramando matéria fecal no abdômen. Dados dos Estados Unidos mostram que 9 de cada 10 pessoas que falecem devido a ruptura dos divertículos nem sabiam que tinham a doença.

3ds.jpg

A presença da doença diverticular é mais comum em pessoas acima de 50 anos, surgindo em decorrência de características pessoais e estilo de vida, como dieta, atividade física e execesso de peso. A obesidade está relacionada com maior incidência de quadro de diverticulite e de sangramento (hemorragia) decorrente da presença dos divertículos, sendo estas as duas maiores complicações da doença diverticular.

A dieta rica em fibras é considerada a melhor maneira de se prevenir o surgimento dos divertículos, principalmente quando associada a prática de exercício. Aproximadamente de 15 a 25% dos pacientes com diverticulose apresentarão uma crise de diverticulite, enquanto de 5 a 15% evoluirão com sangramento intestinal.

O diagnóstico da diverticulose é feito por exames como a colonoscopia ou tomografia computadoriza de abdome. O tratamento pode ser clínico ou cirúrgico. A melhor maneira de se evitar as crises de diverticulite aguda é manter uma dieta baseada em vegetais, pobre em alimentos industrializados e rica em fibras. Após a primeira crise de diverticulite, um terço dos pacientes permanecerão assintomáticos, outro terço evoluirá com desconforto ocasional, e o último terço apresentará a segunda crise de diverticulite. Após a segunda crise, apenas 10% dos casos ficarão livres dos sintomas de desconforto abdominal.

Fezes macias e lubrificadas passam facilmente pelo intestino grosso. Já pessoas com baixo consumo de frutas, verduras, leguminosas, sementes e castanhas possuem fezes pequenas e endurecidas. Isso faz com que o intestino precise fazer muita força para movê-las. Este acúmulo de pressão é o que causa os divertículos. O consumo de fibras recomendado para adultos é de 25 a 30 gramas ao dia. No Brasil, a média de consumo nacional entre adultos fica entre 12 e 15 gramas ao dia. Para saber se o seu consumo está adequado consulte seu nutricionista. As fibras são muito importantes na dieta, não só regulando o trânsito intestinal e prevenindo a diverticulite, mas também reduzindo o risco de diabetes, doenças coronarianas, úlceras e câncer de cólon.

Deixe seu comentário.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/