SIRT1 acelera queima de gordura e possui propriedades antienvelhecimento

gms10801.jpg

A Sirtuína 1 (SIRT1) é uma proteína que atua como um sensor metabólico. Em resposta a diferentes estímulos ambientais, a SIRT1 liga-se à estrutura da cromatina e regula a expressão gênica de fatores que regulam o metabolismo energético e a resposta ao estresse.

Estudos recentes mostraram que a SIRT1 controla o metabolismo da glicose e lipídios no fígado, promove a mobilização de gordura e estimula a remodelação da gordura no tecido adiposo branco, controla a secreção de insulina no pâncreas, aumenta a disponibilidade de nutrientes no hipotálamo, influencia o ganho de peso, a inflamação e o relógio circadiano (Li, 2013).

Sensores como a SIRT1 também contribuem para o aumento do número de mitocôndrias e para a queima de gordura (Cantó & Auwerx, 2013). Estes sensores podem ser ativados com um consumo adequado de fitoquímicos, como o resveratrol, que pode ser prescrito por nutricionista. Ervas também podem ser utilizadas na comida e nos chás para estimular a SIRT1. Boas opções são canela, gengibre e cravo.

A SIRT1 estimula um fator de transcrição chamado NRf2, que aumenta a produção de enzimas antioxidantes e antiinflamatórias no corpo, prevenindo o envelhecimento precoce (Ma, 2013).

Aprenda mais sobre nutrição e saúde no curso de formação de coaches de saúde integrativa

Compartilhe e ajude este trabalho a continuar.
Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/