Yoga e luto

Screen Shot 2019-01-14 at 7.10.20 PM.png

Nada pode nos preparar para uma perda profunda - a de um filho, do melhor amigo, dos pais, de um emprego, da casa, do animal de estimação... O luto é como uma música que não gosta mas não pode desligar. Aumenta o desconforto, o estresse e coloca a saúde do corpo e da mente em risco. Estudo mostra que durante o período do luto a imunidade cai e é, por isso, que muitas pessoas adoecem após uma grande perda. O estresse extremo também danifica o músculo cardíaco e os vasos sanguíneos. Daí a dor no peito e a falta de ar.

O luto é a reação normal e natural à perda de algo ou alguém especial para nós. Durante o luto, até 50% das viúvas e viúvos apresentam sintomas depressivos durante os primeiros meses após a morte do cônjuge. Os sintomas de depressão incluem: desesperança extrema, insônia, perda do apetite, pensamentos suicidas, sentimentos persistentes de inutilidade, lentidão mental e física acentuada, isolamento, tristeza profunda, dores no corpo, sentimento de culpa. Cuidar da saúde nestes momentos é difícil, porém muito importante. Se estiver passando por isso, consulte-se com um psiquiatra e um psicólogo. Além disso você pode:

  • caminhar diariamente por 5 minutos. Gradativamente vá aumentando o tempo. A caminhada melhora a circulação, deixa coração e pulmão mais eficientes, contribui para a liberação de endorfina, hormônio que relaxa e acalma.

  • fazer três refeições saudáveis por dia. Seu corpo precisa de calorias e nutrientes para manter-se com energia e vitalidade.

  • conectar-se com pessoas queridas, mesmo que seja para falar do luto. Pesquisas mostram que pessoas com maior grau de interação social utilizam menos medicamentos, são menos inflamadas, mantém a pressão arterial em níveis adequados mais facilmente e possuem melhor estado nutricional.

  • praticar yoga. Esta filosofia milenar nos ajuda a relaxar, encontrar paz e estabilidade. O yoga é uma prática de autocuidado. Pode ser praticada em casa de forma bastante simples:

997c6a67588744f399f8188f7a15a03e.png

- Postura da criança (balásana). Ajoelhe-se no tapete com os pés juntos e sente-se sobre os calcanhares. Mova a cabeça e o tronco em direção ao chão e toque a testa no colchonete. Solte a tensão de seu corpo. Mantenha a postura por 30 segundos a cinco minutos. Quando terminar, inspire profundamente e levante o tronco.

- Deite-se no chão e apoie as pernas na parede. Feche os olhos e observe sua respiração por 5 a 20 minutos. Quando tiver terminado, pressione os pés na parede, role para o lado, traga as pernas para o chão e relaxe.

- Postura do cadáver (shavásana). Essa postura é normalmente usada no final de uma aula para relaxamento. Deite-se de costas no chão, com a barriga para cima. Separe as pernas e braços. Feche os olhos e respire lentamente, soltando o estresse.

No curso online ensino posturas mais ativas para fazer em casa. Se preferir, procure uma turma presencial em sua cidade. O yoga é uma poderosa ferramenta de gerenciamento do estresse e da ansiedade. Suas ferramentas podem ser utilizadas em todas as fases da vida. O momento de luto faz parte do ciclo da vida e pode ser também uma fase de novos aprendizados.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/