Transtorno alimentar não é coisa de mulher!

Muita gente pensa que anorexia, bulimia, compulsão alimentar, síndrome do comer noturno e outros transtornos alimentares são exclusivos de mulheres. Mas a verdade é que qualquer pessoa pode desenvolver um transtorno, independente do gênero, raça, cor e idade. A genética influencia o aparecimento de transtornos alimentares, assim como traços específicos de personalidade (incluindo neuroticismo, perfeccionismo e impulsividade), além das vivências do dia a dia. Homens não estão livres disso e também podem sofrer pressão social para serem mais magros, ou mais altos, ou mais musculosos.

5291.jpg

Podem sofrer com questões relacionadas ao corpo e à alimentação, preocupar-se excessivamente, podem sentir ansiedade ao redor do alimento, ter vergonha de comer na frente dos outros, medo excessivo de engordar ou de serem rejeitado por conta do peso corporal ou da aparência. Só nos Estados Unidos os transtornos alimentares afetam aproximadamente 10 milhões de homens.

Enquanto continuarmos pensando que transtornos alimentares são coisa de mulher mais homens ficarão sem procurar ajuda, sem obter diagnóstico ou o tratamento apropriado. E sem tratamento apropriado a autoestima vai ficando cada vez mais comprometida, podendo gerar ou aumentar sentimentos de vergonha ou culpa, isolamento, depressão ou ansiedade, uso indevido de álcool ou outras drogas, pensamentos suicidas.

Quando o alimento e/ou a aparência recebem toda a atenção da pessoa, a vida torna-se insuportável. A pessoa fica sequestrada por pensamentos que impedem que tenha tempo para realizar-se em outras áreas da vida. Por isso, buscar ajuda é tão importante. Oferecer ajuda também, caso perceba que alguém próximo está por passando por dificuldades relacionadas à alimentação ou pensamentos disfuncionais em relação à estética.

Compartilhe se achou interessante.
Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!