Nova lei pode ampliar o uso de agrotóxicos no Brasil

Nos últimos 10 anos o uso de pesticidas e inseticidas subiu 190% no Brasil e a nova proposta de reforma na legislação pode piorar ainda mais este quadro. De autoria do deputado Luis Antônio Covatti Filho do Partido Progressista (PP) o projeto de lei 8892/2017 pretende realizar uma série de mudanças na forma como os agrotóxicos são regulados no Brasil. 

A primeira alteração está na mudança do nome de agrotóxico para defensivo fitossanitário. Só que é agrotóxico por ser tóxico para as pragas, mas também para o meio ambiente e para a saúde humana!

Outra alteração é que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento ganharia maior poder frente aos ministérios da Saúde e do Meio Ambiente. Hoje, os três ministérios têm a mesma influência nas decisões sobre o assunto. E isto é importante para que haja fiscalização adequada e cuidados que envolvem não só a produção do alimento mas também as preocupações ambientais e com a saúde das pessoas que produzem e consomem os produtos de origem vegetal em nosso país.

No mínimo temos que votar melhor esse ano para que os deputados federais não passem essa lei esdrúxula. 

No vídeo abaixo discuto a questão dos agrotóxicos no Brasil:

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/