Cuidados no uso do hypérico - o antidepressivo natural

ervas-medicinais-500x333.jpg

Plantas medicinais são todas aquelas utilizadas como recurso para prevenir, tratar, aliviar, curar ou modificar um processo do corpo. Na forma de fitoterápicos são produtos acabados e etiquetados, a base de plantas ou seus ativos.

A espécie Hypericum perforatum L. é conhecida popularmente como hipérico ou erva-de-são-joão. Possui em sua composição química óleos essenciais, taninos, fibras, flavonóides, vitamina C, carotenos e aminoácidos. Na Alemanha é o fitoterápico mais utilizado para o tratamento da depressão por sua boa tolerabilidade. O extrato seco demora cerca de 20 a 30 dias para ter este efeito e o uso não deve ser prolongado por mais de 3 a 4 meses, pois pode ser tóxico para o fígado.

No período de uso a pessoa também não deve se expor ao sol para não manchar a pele, já que o hipérico aumenta a produção de melatonina.

Nomenclatura botânica Hypericum perforatum L. 11

  • Nome popular Hipérico

  • Parte usada Partes aéreas

  • Padronização/Marcador Hipericinas totais

  • Formas de uso Extratos, tintura

  • Indicações / Ações terapêuticas Estados depressivos leves a moderados, não endógenos

  • Dose Diária 0,9 a 2.7 mg hipericinas

  • Via de Administração Oral

  • Restrição de uso Venda sob prescrição médica

benefits-of-st-johns-wort.jpg

Existem evidências de que o hipérico reduza os níveis de outros medicamentos, provavelmente por estimular a destoxificação hepática. Não deve ser utilizado junto com medicamentos utilizados por portadores do vírus HIV, com imunossupressores da ciclosporina, utilizados na prevenção de rejeição a órgãos transplantados, nem com digoxina. medicamento utilizado no tratamento de problemas cardíacos.

Pesquisas também mostram que ocorrem sangramentos e falhas dos anticoncepcionais em mulheres que consomem o hipérico. O hipérico também pode reduzir os níveis de outros medicamentos como antidepressivos tricíclicos, amitriptilina, nortriptilina, anticonvulsivantes, anticoagulantes e varfarina. Por isso, nunca utilize plantas, como chás ou cápsulas, sem consultar antes um profissional de saúde especialista na área de fitoterapia.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/