Mindful eating - Alimentação Consciente

Você passou o dia todo trabalhando ou estudando em frente ao computador e agora está faminto. O que você comeria agora, enquanto trabalha? O que você geralmente come enquanto trabalha ou estuda? Chocolate? Pão? Balas? Frutas? Biscoitos? E em que quantidade?

Quando estamos com fome e damos a primeira mordida é uma delícia. A segunda mordida também. Mas se continuamos trabalhando ou estudando rapidamente deixamos de sentir o sabor do alimento. Estamos comendo sem atenção. Quando percebemos o pacote de biscoito acabou sem a gente nem ver. É o mistério do desaparecimento dos biscoitos. Já passou por isso?

Quando não prestamos atenção duas coisas podem acontecer. A primeira é que não nos satisfazemos. Por isso, continuamos querendo biscoitos apesar de já termos comido o pacote inteiro. A segunda coisa é arrependimento. Comemos tanto para quê? Em ambos os casos, o resultado não é bom. Deixamos de comer por uma necessidade fisiológica normal. Deixamos de prestar atenção nos sinais de fome e saciedade e lutamos com a comida. A amamos, a odiamos. Mas não precisa ser assim.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!

A leitura dos rótulos

Alimentos in natura ou minimamente processadas são aquelas encontradas na natureza ou pouco modificadas. São ricas em fibras, vitaminas, minerais e fitoquímicos antioxidantes e inflamatórios que mantém o corpo saudável por mais tempo. Já alimentos processados ou ultra processados são fabricados com adição de sal, açúcar, corantes, conservantes, estabilizantes, aromatizantes e flavorizantes.

Por isso, é importante ficar de olho no rótulo dos alimentos e na lista de ingredientes. Quanto mais ingredientes em geral menos saudável o produto é. Ou seja, não adianta apenas olhar qual produto contém menos calorias ou sódio. Por exemplo, 1 colher de sopa de azeite possui mais calorias do que 1 colher de sopa de um pudim diet de chocolate. Contudo, enquanto o azeite possui apenas o óleo de azeitonas prensadas, o pudim diet possui amido de milho, sal, maltodextrina, espessante, adoçantes, aromatizantes que não são legais para a saúde.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!
Tags

Vitamina D e longevidade

A vitamina D desempenha vários papeis no organismo, incluindo a regulação do equilíbrio de cálcio nos ossos. A deficiência da 25-hidroxivitamina D está associada a várias doenças associadas ao envelhecimento, incluindo Alzheimer, Parkinson e câncer. Estudos mostram também que a carência de vitamina D reduz a longevidade. Por isso, tome sol, dose os níveis de vitamina D plasmáticos e, caso precise, consulte um nutricionista para fazer a suplementação deste nutriente tão importante.

Esse blog possui mais de 50 artigos sobre a vitamina D. Para ler clique aqui.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!
Tags