Inflamação aumenta a mortalidade

Circulando no sangue estão as células brancas (leucócitos), do sistema imune. Produzimos em um dia normal cerca de 50 bilhões destas células de defesa. Já uma pessoa com uma infecção pode produzir 100 bilhões de leucócitos ao dia.

Neutrófilos são os leucócitos mais abundantes no sangue de adultos. Destroem bactérias em vários tecidos. Eosinófilos representam entre 3 a 5% dos leucócitos. Aumentam durante alergias, doenças parasitárias e câncer. Os basófilos são mais escassos no sangue, produzem histamina e heparina em processos alérgicos. Estas substâncias contribuem para a dilatação dos vasos sanguíneos e para a anticoagulação.

Linfócitos são células agranulares (sem grânulos). Também são muito importantes no processo imunológico, estando envolvidos na produção de anticorpos.  Por fim, monócitos são células que tornam-se macrófagos, os quais fagocitam vírus, fungos e bactérias. Também destroem células mortas e danificadas no sangue.

O aumento dos leucócitos acima de 10 bilhões são um dos sinais, por exemplo, de apendicite. Mas os leucócitos também aumentam em decorrência de qualquer outro tipo de inflamação. Fumantes costumam ter maiores contagem de leucócitos circulantes. Assim como indivíduos obesos que por serem mais inflamados têm pelo menos 2 bilhões de leucócitos a mais circulando no sangue. Porém, isto não é necessariamente bom. É comum que a mortalidade entre pacientes com maiores contagens de células brancas circulantes seja acima da média.

Alguns pesquisadores acreditam que a contagem de leucócitos pode ser considerado um marcador de inflamação, mais barato que a proteína C-reativa. Para reduzir a inflamação do corpo é importante a adoção de um estilo de vida saudável que inclui atividade física, baixo consumo de álcool, redução do percentual de gordura corporal, alto consumo de frutas e verduras. E quem fuma deve procurar um programa de cessação do tabagismo.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/

Comece o dia bem

Pra muita gente acordar cedo é um tormento. Quanto mais cedo pior, acordam de mal humor e o dia começa todo errado. Mas ao invés de desligar o despertador 3 vezes antes de levantar você pode tentar algo diferente. Abaixo seguem algumas estratégias que podem ajudar seu dia a começar bem.

Organize-se: antes de dormir prepare sua roupa, lanche e almoço (se for levar). Deixe sua chave perto de sua bolsa ou carteira, tome um banho gostoso e desconecte-se.

- Durma mais cedo: a internet e a TV estão mesmo te agregando algo nas madrugadas? Se não, vá para a cama mais cedo hoje. O sono atrasado contribui para desequilíbrios hormonais que geram ganho de gordura abdominal, dores de cabeça, piora da memória e da capacidade de concentração.

- Levante assim que o despertador tocar e faça um bochecho com óleo de coco ou azeite extra-virgem: esta prática da medicina Ayurvédica limpa a boca de bactérias e suas toxinas, produzidas à noite. Bocheche por 5 minutos e cuspa. Não engula o conteúdo. 

- Escreva ao acordar: neste momento estamos com a mente fresquinha mas ainda sonolentos. Deixe seu subconsciente trabalhar para você nesta hora deixando seus sentimentos aparecerem. Você poderá descobrir coisas importantes abrindo espaço no seu dia para a reflexão. Outra opção é priorizar o que tem para fazer para que seu dia renda mais. Você pode até escrever enquanto faz o bochecho com óleo de coco.

- Beba água com limão: se você todo dia bebe café ao acordar e ao longo do dia e mesmo assim sente-se sem energia está na hora de mudar. Troque a primeira bebida do dia por um copo de água com limão. A vitamina C da fruta irá acordar seu organismo, reduzir os radicais livres produzidos à noite, sem sobrecarregar suas adrenais com cafeína.

Faça saudações ao solesta prática também pode mudar seu dia, fazendo seu sangue circular melhor e oxigenando seu organismo. 

- Mediteeu uso o aplicativo headspace de manhã. Apenas 10 minutinhos e me sinto feliz, confortável comigo mesma e pronta para enfrentar os desafios do dia.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/