Suplementos que melhoram a motilidade dos espermatozóides

iStock-531829039-e1508939399110.jpg

A motilidade é a medida da capacidade de movimentação do espermatozoide, importante para o encontro do óvulo e posterior fertilização do mesmo.

A motilidade é classificada como progressiva (que produz deslocamento), não progressiva (sem deslocamento) e imóvel (parada). Os espermatozoides progressivos, que devem constituir 32% ou mais do total, são os que interessam efetivamente para a fertilização. Quando a motilidade progressiva for menor do que 32% chama-se astenozoospermia. A varicocele (dilatação das veias dos testículos), infecções não tratadas e aumento do estresse oxidativo (radicais livres) são exemplos de problemas que podem gerar astenozoospermia.

No terceiro caso, a melhoria da dieta é fundamental para redução dos radicais livres. Frutas e verduras devem ser parte de uma dieta antiinflamatória. Além disso, alguns suplementos podem ser utilizados como maca peruana, coenzima Q10, L-carnitina, Licopeno, beta caroteno, vitamina C, ácido lipóico, creatina monohidratada e mucuna prurens. Converse com seu nutricionista acerca da melhor solução nutricional para seu caso.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/
Tags