Sedentarismo no Brasil e em Portugal

Dois países separados pelo oceano atlânticos, unidos pela história e pela língua, Portugal e Brasil compartilham também algumas estatísticas que preocupam os profissionais do setor saúde. Por exemplo, cerca de 43% dos portugueses e 47% dos brasileiros podem ser considerados sedentários.

A falta de atividade física é uma das principais causas de doenças crônicas não transmissíveis como as cardiovasculares, diabetes e alguns tipos de câncer. Estima-se que, no mundo, 1,4 bilhões de pessoas corram risco à saúde pela falta de atividade física.

São muitos os motivos pelos quais as pessoas não praticam atividade física, como falta de tempo, pouca segurança nas ruas, problemas com as calçadas, falta de espaço apropriado baixo apoio. O governo precisa estimular a atividade física para redução do estresse, das doenças e dos gastos com o sistema de saúde.

Individualmente, podemos nos levantar do computador de hora em hora. Ficar sentado mais de 7 horas por dia aumenta em 5% o risco de morte prematiura. Reduza o tempo em frente a TV, levante-se enquanto fala ao telefone, alterne o trabalho sentado e em pé, use escadas ao invés do elevador, faça videoaulas de yoga.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/