Práticas integrativas no tratamento da espondilite anquilosante

Doenças autoimunes são o resultado de uma combinação entre a genética e danos ambientais acumulados durante anos ou décadas (sedentarismo, estresse, tabagismo, consumo de álcool, exposição a metais pesados, agrotóxicos, dieta inflamatória e pobre em nutrientes antioxidantes).

A espondilite anquilosante é uma espondiloartrite, doença autoimune caracterizada pela inflamação da coluna, grandes articulações, dedos das mãos e pés. Pode afetar também os ossos da cabeça, tórax, ombros, quadris e joelhos. O diagnóstico se baseia nos sintomas, radiografias, exames de sangue (velocidade de hemossedimentação, proteína C-reativa, presença do gene HLA-B17), ressonância magnética e outros critérios médicos.

O tratamento envolve o uso de medicamentos antiinflamatórios, inibidores de necrose tumoral e antimetabólitos. Para o adequado controle da doença também são necessárias modificações no estilo de vida com prática regular de atividade física, dieta antiinflamatória e baseada em plantas, abstenção de fumo e álcool. Em minhas consultorias trabalho também com a suplementação de fitoterápicos, como cúrcuma, gengibre, moringa, chás (canela, equinácea), suplementação de ômega-3 e vitamina D.

Pessoas com doença auto-imune precisam também controlar o estresse já que a maior parte dos gatilhos são de ordem emocional. Por isso, sempre indico a prática de yoga e meditação.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/