Proteínas vegetais no controle da glicemia

O consumo de proteína ajuda a regular a quantidade de glicose no sangue de várias maneiras: (1) a proteína tem uma digestão mais lenta, atrasando a absorção de glicose dos alimentos; (2) aminoácidos induzem a liberação de incretinas – como GLP-1 (peptídeo semelhante ao glucagon) – que aumentam a sensibilidade à glicose.

Entretanto, proteínas diferentes geram respostas diferentes no corpo. Em estudo com 12.403 pessoas o consumo elevado de proteínas de origem animal esteve associado a maior desregulação glicêmica. Já com o maior consumo de proteínas de origem vegetal a glicemia foi melhor controlada (van Nielen et al., 2014). 

the-best-sources-of-vegan-protein-main-image-700-350.jpg

Em outro estudo, com 15.580 pessoas o risco de diabetes foi 23% maior nos que consumiam mais proteínas de origem animal, enquanto proteínas vegetais (como leguminosas e oleaginosas) estiveram associadas à redução do risco (Malik et al., 2016).

Pessoas com síndrome de Down apresentam maior risco de desenvolverem doenças autoimunes como tireoidite de Hashimoto, doença de Graves, alopécea areata, leucemia, doença celíca e diabetes. 

No curso que começa neste sábado discutiremos ao longo de 8 semanas como modular a imunidade por meio de alterações dietéticas. Saiba mais e inscreva-se: http://andreiatorres.com/blog/grupo-fechado-sd?rq=datas

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!