O estresse agrava sua compulsão alimentar?

Temos tantas atribuições, tantas responsabilidades, somos tão solicitados durante a semana que colocar qualquer outra necessidade acima da nossa saúde torna-se comum. Quanta coisa você faz em um único dia? É escola, faculdade, trabalho, filho, marido, amigos, casa. Quão grande é sua lista de tarefas? Sobra tempo para atividade física, cozinhar alimentos saudáveis, fazer terapia, praticar yoga? Pra maioria das pessoas não sobra. A falta de tempo é uma queixa comum no consultório (apesar de eu ser nutricionista). Os clientes queixam-se do estresse, da calça que não entra mais, da ansiedade, da vontade louca de comer doces.

Para recuperar o controle da sua agenda e do seu corpo, para superar a compulsão alimentar precisamos fazer modificações lentas e progressivas (assista também a minha série de vídeos sobre o tema). Pode ser que no início cuidar-se mais signifique simplesmente conseguir beber mais água durante uma semana inteira. Começar com o que dá é importante. Se você já tentou de tudo para entrar em forma, talvez esteja revirando os olhos para este texto. É normal. Muitas pessoas começam a fazer dietas ainda na adolescência e continuam tentando durante toda a vida. Já fizeram dieta paleo, cetogênica, da pirâmide, low-carb, jejum, já fizeram corrida, natação, judô… Estas opções não são necessariamente ruins, mas quando viram mais um estresse na vida fica impossível uma mudança duradoura.

online-support-network1-300x200.jpg

Meu grupo oferece mais do que novas receitas e dicas de nutrição. Oferece suporte e cuidado, com muita responsabilidade. Tudo baseado nas evidências científicas mais recentes. Entre em um programa que ofereça soluções comprovadas, que funcionem, mas que você possa adaptar à sua rotina, seja ela qual for. Um programa que o mantenha positivo, esperançoso, que dure.

Você receberá um lembrete diário, você medirá seu progresso, você dará à sua saúde a mesma importância que dá às outras áreas da vida. Por que um grupo? Porque todo mundo já sabe que fazer atividade física, alimentar-se de forma saudável e controlar o estresse são importantes. Mas muitas pessoas sentem dificuldade para adaptar estas informações à rotina diária. Ou porque não conseguem sozinhos livrar-se da culpa.

Você come mais quando está estressado? E o pior? Já se pegou pensando “Por que eu comi isso?”. Como seria sua vida sem tantos julgamentos? Tenho trabalhado muito para que meus clientes transformem a relação com a comida. Para que vejam a comida como algo gratificante. Para que sejam amigos do próprio corpo. Todos temos dentro de nós a força para a mudança. Caso faltem as ferramentas adequadas para tanto, junte-se ao novo grupo online de emagrecimento.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/