Dieta cetogênica no tratamento do câncer - funciona ou não?

cancer-1-500x282.jpg

Câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células que invadem os tecidos e órgãos, podendo espalhar-se para outras regiões do corpo. Alguns tipos de câncer são benignos e raramente constituem risco de vida. 

Mas outros são malignos, agressivos, de difícil tratamento, reduzindo a qualidade e a expectativa de vida. Por isto, sempre que surge uma suposta cura para a doença todo mundo se anima. Por exemplo, a dieta cetogênica é defendida por muitos como capaz de eliminar as células cancerígenas. Seus defensores são apaixonados e aparecem dia e noite nas redes sociais.

A dieta cetogênica é rica em gorduras, fornece quantidades acima da média de proteínas e é pobre em carboidratos. Para alguns seria mais eficiente até do que tratamentos convencionais como a quimioterapia já que muitos tumores dependem de glicose (carboidrato simples) para seu crescimento. De fato, estudos com camundongos com câncer de cérebro mostraram benefícios da dieta cetogênica em termos de sobrevivência. Contudo, não somos camundongos e nem todo tumor comporta-se como aquele presente no cérebro de roedores.

Tumores são doenças genéticas e metabólicas. Se fossem exclusivamente metabólicas e, se o único fator a desencadear a doença fosse o metabolismo da glicose a dieta cetogênica faria mais sentido. Mas não é assim. São múltiplos os fatores envolvidos e nem todos são metabólicos. Existem também alterações imunológicas envolvidas, assim como especificidades do ambiente tumoral em cada tipo de câncer. Por isto, para cada tumor há um tratamento (ou um conjunto de tratamentos) mais apropriado. 

Talvez a dieta cetogênica até seja adequada para algum tipo específico de pessoa, com um tipo específico de câncer. Mas, infelizmente, faltam bons estudos clínicos com dietas cetogênicas no câncer. Quando existem conseguem, no máximo, demonstrar que as mesmas são seguras mas sem comprovação de sua efetividade. E em revistas científicas com altos padrões de rigor científico não são encontrados estudos que demonstrem a eficácia da dieta cetogênica no câncer. Por isto, dizer que dieta cetogênica é melhor que quimioterapia é algo irresponsável, tanto vindo da boca de leigos e mais ainda, quando divulgado por profissionais de saúde.

Mais mitos sobre o câncer no vídeo: http://bit.ly/2B08K1i

Assine meu canal no YouTube e não perca nenhum vídeo.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar envie uma mensagem: http://andreiatorres.com/contato/